\\ Pesquise no Blog

quinta-feira, 7 de julho de 2011

ensaio 47

07/07/11, unirio, sala 301
diogo, marília, dominique, fred, vítor, flávia, nina, verônica machado e tamires nascimento.

LONGA CONVERSA DE UMA HORA E CATORZE MINUTOS.

PANO. com diogo e flávia.

PRIMEIRA CENA.

posições no espaço;

nas quatro cadeiras;

composição:

UMA PROPOSTA DE ESPAÇO
UMA PROPOSTA DE FIGURINO
DUAS PROPOSTAS DE ANDAMENTOS DIFERENTES PARA O TEXTO
UMA IMAGEM ESTÁTICA
UMA REVELAÇÃO
UMA LÁGRIMA
UMA RISADA
UMA REPETIÇÃO DO TEXTO
UM ESTRANHAMENTO COLETIVO

descrição da composição:

os meninos chegam bem vestidos. parece fazer frio onde estão. todos usam sapatos. e isso faz toda a diferença. as roupas são de cores fechadas, mas compostas. há sobreposições, cintos, cachecóis, camisas sobrepostas, meias expostas. no entanto, alguns pontos muito miúdos de cor super aparecem. por exemplo: um copo plástico vermelho que passa, sutilmente, de mão em mão (sem a obrigação de passar por todos). a mochila azul que a cecília usa. o detalhe da marca opção – vermelho – na calça de odilon. as cores todas aparecem muito quando não há cor no geral. eles se espremem dentro de um recorte retangular e pequeno feio com uma marca de uma fita crepe hoje já extinta. eles se movem sem sentido. eles se perfuram e atravessam, eles não conseguem ficar parados. mas ficam. mas voltam a se mover. apostas interessantes que dão ao texto outros significados. exemplo: na hora em que traz a pelúcia, cecília tira sua camisa e fica de sutiã. colocando a camisa estendida no chão. os meninos então saem de dentro da fita crepe e agora a área por ela demarcada vira justamente o espaço no qual eles não entram. é interessante o uso do andamento e da repetição. pequenas repetições de trechos grandes ou apenas um frase provocam de imediato uma intensificação da coisa dita. é também muito interessante o texto sendo derramado, literalmente, sem preocupação de que o sentido acompanhe o sair de toda a fala. não importa. num dado momento, é nítida a aposta num andamento mais lento, como se as palavras custassem a sair, eu poderia dizer como se fosse duro e penoso falar do que está sendo falado. mas eu não me lembro o que foi falado, apesar de conservar a sensação de estarem os cinco andando sobre cacos de vidro. lembro da bota da cecília pisando lenta no chão. os limites de crepe sendo confrontados. sobretudo, me lembro de quanta coisa além-texto foi expressada quando se percebe que há outros meios de expressão que não somente a fala. é o corpo, o olhar, o gesto, a expressão facial. eles têm intimidade e a intimidade escorre por todo o lugar. ser íntimo é ser invisível. em virtude do jogo, do se colocar em experiência, o texto por vezes se atualiza e isso é fundamental. falas mais ágeis por vezes funcionam melhor. frases mais lentas, só quando intencionalmente desenhadas dentro de uma proposta (pouco individual) mais coletiva também funcionam. experiência. excelente aproveitamento da composição para libertação dentro do texto. quando mais ele estiver firme e entendido, mas poderosa será a sua transformação, as alterações de tempo e intenção.

PREPARAÇÃO VOCAL. com verônica machado.

ganho de peso. densidade. dor. em todas as vozes.

\\

4 comentários:

Vitor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitor disse...

UMA PROPOSTA DE ESPAÇO - um pequeno quadro que já haviamos usado no inicio do processo.
UMA PROPOSTA DE FIGURINO - cada qual ja havia trazido a pedido da Julia.
DUAS PROPOSTAS DE ANDAMENTOS:Iriamos acelerados ate o "Ficou tudo tao grande". Na fala seguinte do Odilon se encarregaria da trasição do ritmo rapido para o lento que o Inácio estabeleceria como lento na sequencia. Esse ritmo lento ficaria até...?( me esqueci agora. acho que ate o final da primeira cena)
UMA IMAGEM ESTÁTICA: Depois da fala da Cecilia que gera o silencio cada um faria um gesto e paralisaria formando uma imagem
UMA REVELAÇÃO: fazer com que a fala da Cecilia sobre a falta da amiga realmente revelasse algo.
UMA LÁGRIMA do Inacio no trecho que diz nao estar ali pra chorar
UMA RISADA da Cecilia num momento escolhido por ela no decorrer da improvisação.
UMA REPETIÇÃO DO TEXTO "Eu e voce"
UM ESTRANHAMENTO COLETIVO - Cecilia tira a roupa, saimos do espaço e fazemos um circulo em volta da sala(como a pelucia ficaria lá chamamos essa imagem de caixão).

Vitor disse...

Bicarbonato de Soda
(trecho)

Renego tudo.
Renego mais do que tudo.
Renego a gládio e fim todos os Deuses e a negação deles.
Mas o que é que me falta, que o sinto faltar-me no estômago e na
circulação do sangue?
Que atordoamento vazio me esfalfa no cérebro?
Devo tomar qualquer coisa ou suicidar-me?
Não: vou existir. Arre! Vou existir.
E-xis-tir...
E--xis--tir ...

Álvaro de Campos

Fred disse...

- a mudança de qualquer proposta não significa que os atores falharam. qual o tempo para a mudança de propostas ?

- a satisfação do que é feito em sala de ensaio tem que ser apreciada de fora pelos diretores E sentida de dentro pelos atores

- nós atores podemos levantar a mão mais vezes para expor dúvidas e necessidades

- a moça do depois chegou bem depois

- primeira vez que jogamos a sete

- estudo de texto e da cena depois de aquecidos. acho que a gente só pode se propor a dar conta do dragão se suados

- intimidade do texto x teatralidade das palavras.

- "a dor da partilha é maior que a dor do dia do enterro.. cada objeto tem sua memória."

- COMPOSIÇÃO: muito difícil dar conta de uma composição pensada e executada por 5 pessoas em pouco tempo. Tem que ser generoso e propositivo ao mesmo tempo. gosto da intimidade que se revela em não ter pudores em abrir a carteira da amiga e dos acessórios que passam de mão em mão.