\\ Pesquise no Blog

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Manifestantes do Egito






"Hosni Mubarak recusa-se a deixar a presidência, apesar da pressão da população."

"Milhares de manifestantes se concentram neste sábado na principal praça de Alexandria, no centro da cidade, e dizem que não vão embora enquanto Mubarak não anunciar a renúncia. Eles entraram em conflito com a poícia da cidade. De acordo com testemunha, houve tiros."

"A capital o Egito, Cairo, também amanheceu repleta de manifestantes nas ruas. Nesta manhã, no Cairo, um supermercado foi saqueado em um subúrbio da cidade, onde vive uma grande comunidade de estrangeiros. O supermercado, de uma empresa francesa, fica dentro de um shopping. Na noite de sexta-feira, também houve diversos saques em vários bairros do Cairo.
Os protestos não foram interrompidos durante a madrugada, quando a população quebrou o toque de recolher. A noite foi iluminada por prédios e carros em chamas.O toque de recolher foi imposto pelas Forças Armadas em uma tentativa de acabar com as manifestações que assolam o país pedindo o fim do regime de Mubarak. Os infratores estariam sujeitos a "procedimentos legais ".
Os conflitos mais intensos entre população e forças de segurança aconteceram na cidade de Ismailia, onde a polícia tentou controlar a população com gás lacrimogênio e balas de borracha."

Telefonia móvel é parcialmente restaurada
"O serviço de telefonia móvel foi parcialmente restaurado no Egito na manhã deste sábado. O serviço, assim como o acesso à internet, foi interrompido na tentativa de impedir as manifestações hostis ao regime.

Internet e telefones móveis desempenharam um papel fundamental na organização de manifestações contra o regime de Hosni Mubarak, liderados por jovens pró-democracia. Eles se inspiraram na Revolução dos Jasmins, que em 14 de janeiro, derrubaram o ditador Zine El Abidine Ben Ali.

Mas, em comunicado, a empresa britânica Vodafone confirmou ter recebido a ordem de suspender os serviços de telefonia celular.

O Departamento de Estado dos EUA pediu que o país garanta o acesso às comunicações e respeite direitos inidividuais durante os protestos.

Um dos maiores provedores da rede no país, o Seabone, baseado na Itália, informou que não havia transmissão de dados para dentro ou fora do Egito desde 0h30 no horário local (20h30 de quinta-feira de Brasília), segundo a Associated Press."

fontes: http://noticias.terra.com.br/mundo/fotos/0,,OI145285-EI294,00-Protestos+por+democracia+convulsionam+o+Egito+veja+fotos.html

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/01/em-mais-um-dia-de-protestos-governo-egipcio-lanca-ofensiva-politica.html

2 comentários:

Fred disse...

Toque de recolher.

um som que indica a necessidade de ir para casa e lá ficar até o dia seguinte. um som que indica ficar preso. ficar junto.

Isso lembra a nossa peça.

Qual é o som do 'toque de recolher' ? Pode ser música ?

*Vendetta* disse...

cortar as linhas telefonicas é como colocar uma pedra no caminho das formigas. já viu?! me dá uma agonia.