\\ Pesquise no Blog

sábado, 26 de março de 2011

A garota do cambalear /c

"Eram 14hrs quando Caco me ligou para dar a notícia.Eu estava saindo de casa para ir ao cinema.Eram 14hrs,mas de repente o tempo parou.Lembro que pensei:a Lila não existe mais?Logo me pus a correr cambaleando em direção ao seu corpo.Precisava ver essa imagem mais uma vez.Sentir o que está e o que não está mais aqui.Onde será que você dança a esta hora da noite,camaleoa?Rapte-me camaleoa.Adapte-me pra uma vida boa.Interestelar..."

Grande ps:
Ainda outro dia no ensaio disse que eu,Marília,tenho pressão baixa e convivo já há um mês com a sensação de estar constantemente embarcada.Tenho um delay para cada movimento.

Não sei o porquê.Sei que é assim.E sei que fiquei perplexa ao descobrir que minha personagem seria a princípio reconhecida como a garota do cambalear.

Lembro de estar cozinhando e pensando:quais são as condições de temperatura e pressão da minha personagem?

Marília tem pressão baixa e as extremidades frias.E a garota do camabalear?

Vendo "Quincas bérro d'água" eu vi a ação/atitude da garota do cambalear que a família jamais entenderia.Talvez ela cambaleie de bebada,com o corpo quente.Talvez ela tenha um lindo sapinho.Talvez no dia do enterro ela tenha colocado o sapinho dela sobre o corpo sem vida da amiga e o sapinho entrando por debaixo da blusa dela e pulado tenha feito parecer que seu coração ainda batia.Sem pudor,talvez ela tenha pego e levantado aquele corpo querido,dando a ele a vida que ele não tinha mais.

Talvez






























































.Interestelar..."

3 comentários:

Diogo Liberano disse...

vazio é o que não falta, né?
eu lendo o q vc escreveu fiquei pensando em O QUE EU TERIA FEITA QUE EU NÃO FIZ? como mote dramatúrgico para estes personagens que aos poucos se esboçam....

ótimo
já vou postar as falas
e quem deverá decorar qual
bjos,

Marília Misailidis disse...

Texto:"Não conseguia compreender como certas coisas podem de fato nascer no meio do dia-a-dia."

Vitor disse...

Má, seu universo me emociona mto. sério.