\\ Pesquise no Blog

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Para Cecília,

ajuda eu

ficou estirada sobre a cama
perdida entre o lençol mexido
ficou ali
quieta e sem respirar
parecia morta
desprovida de mim,
eu diria

ficou esticada
jogada aos pedaços
toda fudida
toda cagada
ela hoje amanheceu sem mim
e nisso eu agora vejo
ela continua sem mim
desesperada

e eu deixo, sabe?
eu nem ligo
hoje eu a liberto de mim
e deixo com que morra
no seu tempo
é preciso
estou cansado de ficar cansado
cansado de olhar o mundo num tempo específico
e lento
e autoritário
e sempre sobre as coisas lançando esse olhar com peso
essa dúvida eterna
esse eterno desconfiar

não, quero ver simplicidade
quero ver sua boca boca
seu peito peito
e no enrijecer dos seus pelos
talvez apenas ficção.

não. hoje as coisas são mais simples
não tem suicidio
não tem desistência
hoje tudo caminha lindo firme
e com paciência

uma pausa, por favor
um segundo de paz
de prece
de cura

ninguém aguenta todo dia a mesma tortura.
existir precisa ser mais simples e divertido
para que seja possível ainda
e de fato
ser.

ajuda eu?

Nenhum comentário: