\\ Pesquise no Blog

domingo, 24 de abril de 2011

Comer para mudar o mundo

Pensando em como driblar os agrotóxicos e os hormônios injetados nos alimentos.  Mudando seus cardápios, tornando-os mais leves.  Na verdade, eu estou tentando usar a alimentação como prevenção de possíveis doenças, então propondo uma alimentação mais saudável, dando cursos em lugares onde os acessos à informações são menores, e fazendo junto à essas pessoas jantares para arrecadar para a comunidade. Estou vinculando gastronomia, à nutrição e a medicação. Não que eu consiga, mas a idéia é que as pessoas saibam mais a origem dos alimentos e o que estão consumindo e consigam prestar mais atenção no que estão consumindo, e produzindo. No meu restaurante carnes são raras, mas não é um restaurante vegetariano, é só porque as aves que vem da fazenda que pedimos são só uma vez ao mês, são aquelas galinhas caipiras, que não passam pela industrialização, logo não estão injetadas de hormônios.  Na verdade a questão toda com a alimentação, saúde está vinculada a saber o que se está consumindo e poder escolher. Coisa que acabamos por não fazer. É preciso saber a origem dos alimentos, e de todos os demais produtos. Mas sobretudo dos alimentos, porque eles que deixam nossos corpos de pé, e nos dá saúde e sanidade para viver, ou você acha que é possível mudar o mundo de barriga vazia? 

3 comentários:

Fred disse...

show !!

Fred disse...

agora andrea, só uma pergunta, me parece que o Odilon se apaixonou pela Lilla depois do envolvimento que vcs tiveram. Como é isso, ver sua melhor amiga sendo fruto da paixão de um Homem que já foi seu ? A sua relação com ela não se alterou em nada ?

Eu acho que já passei por uma situação parecida e para mim foi bem constrangedor..

Dominique Arantes disse...

oi?
Não sabia disso.
Alias, vou perguntar para ele. Também não interessa mais. A gente não tem mais nada.