\\ Pesquise no Blog

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

primeira questão

a vocês que aqui chegaram, eu queria perguntar uma coisa. peço que respondam com honestidade radical:

um atravessamento acontece para você quando...

9 comentários:

Vitor disse...

...eu corro, treino, páro, acendo um cigarro olhando perplexo sem foco e percebo que nao sou capaz de escrever poesia na agitação do Rio. Palavras de um poeta escritas na memoria me dizem: mediocre é vc que nao sabe contar o cotidiano que tem. Neste exato momento fui atravessado por um vulto de poesia bem no meio da minha cara.

Flávia Naves disse...

quando vejo o outro inteiro, com sua dores, amores, crimes e solidões, quando do meu encontro com o outro o que fica é uma profunda compaixão por aquela vida que é tão frágil e tão derradeira, aquela vida que é também a minha, tão efêmera e inexplicável. É mais ou menos isso, quando o infinito do mundo me causa inveja e a morte espreita de muito perto. Um atravessamento acontece quando leio o poema que um amigo escreveu e de peito tão aberto sou atingida pela força das palavras e choro sem nem saber como. Um atravessamento acontece quando conheço uma criança pobre chamada Iago e sorrio pra ele passando a mão em seus cabelos e ao chegar em casa me pergunto se irei vê-lo de novo.

Marília Misailidis disse...

Me identifico muito com as palavras do Vitor e da Flávia.Lembro agora de me sentir atravessada pela beleza do esforço daqueles que procuram um meio de extravasar o que lhes atravessou e entregam corajosamente suas tentativas ao mundo.Me sinto sempre atravessada pelo desespero de querer dizer.Dizer algo do deslumbramento que tenho com o mundo que me deixa tomada de vida.Emocionada.Vontade de tirar a emoção de mim,embalar para presente e devolver para o mundo.Lembro de me sentir atravessada ao ver um pai brincando com seu filho na praça num domingo.Por uma pessoa poder amar um bicho,uma onda do mar,uma montanha.Pelo mistério do encontro e do desencontro.Por as vezes no meio do dia sentir que a vida é infinita e misteriosa e eu faço parte dela.Que de repente tudo pode ser a troco de nada.Puro extase.
Ontem a noite percebi também que a vida real me atravessa tanto quanto eu me atravesso com minhas fantasias.O real e o irreal me atravessam.Como pode caber tudo isso em mim?Essa pergunta me atravessa e vivo na tentaiva de construir minha resposta para ela.

Diogo Liberano disse...

1. quando a poesia se impõe;

Diogo Liberano disse...

2. quando o outro nos suscita o terror e piedade;

Diogo Liberano disse...

3. quando o querer rompe o íntimo e se converte em revelação;

Diogo Liberano disse...

eu acho que aquilo que me confirma um atravessamento (que não seja apenas o da faca cortando o bolo ou o pão) é a força do sua incompreensão. sabe quando algo nos toma e restamos meio ainda perplexos, sem explicação? atravessamentos para mim partem da pele, são um grito do corpo de dentro para fora (e nós somos hoje e cada vez mais de fora para fora). portanto, para mim, sentir-se atravessado é caminho contrário - é quando meu corpo grita por dentro querendo sair de si (fazendo-me então perceber que sim, meu deus, eu estava vivo)...

Flávia Naves disse...

querendo sair de si...sim. sim.

Vitor disse...

quando lembro da criança q fui e percorro caminhos q ela nem enxerga.
quando vejo uma criança com a camisa da rede municipal sentada na rua sem perspectiva com o sorriso no olhar. ou uma crinça drogada sendo levada para o abrigo pelos guardas. A injustiça me atravessa, corta rasga e me torna em alguns momentos um sentidor da incapacidade de viver neste mundo.
ou quando o sentimento da morte me desola, me inquieta e vejo que nao somos nada. quando pensamentos positivos vem e jogo remedio no meu olhar para filtrar só alegria. Quando alguem me encanta pela diferença ou pela semelhança e todos os problemas estao no sim ou nao desse alguem. No nao beijo ou transa q por momentos de hora certa sao melhores que o sim beijo ou transa. Dia de cores atravessam e são capazes de fazer chorar pela beleza. sim pela musica baixinha, a bossa nova me atravessa muito mais que o funk. obvio. a delicadeza atravessa assim como a violencia. .........